domingo, 31 de julho de 2011

memórias de um cachorro - edição extraordinária. - LUTO.

Ainda sou muito novo para sentir uma dor tão grande.
Não consigo entender direito o que isso
vai significar na minha vida.
Sei que estou com um vázio enorme,
confuso e não entendo onde Ele está.
Quando escuto seu nome, procuro e não acho.
Sinto o cheiro Dele, procuro e não encontro.
Vejo as coisas Dele, todas ainda no mesmo lugar.
Ela está chorando muito, o Grandão está triste e
o cara que cuida de tudo aqui
fez um buraco grande e colocou Ele lá dentro,
perto da árvore que dá rosas.
Não sei porque, mas  sei que não posso cavar lá.
Fica aqui minha saudade, sei que Ele agora é uma estrelinha
que vai me olhar toda noite.
Não tenho vontade de brincar, estou muito sozinho.
Fica aqui minha homenagem á você, meu irmão querido.
A gente conviveu um tempo muito curto, mas você me ensinou
tudo que eu tinha que aprender.
Eu nunca contei o seu nome; Ele se chamava SALSICHA.



texto remall.
foto remall, meu irmão querido.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

pulsando

Quando minha mente se aquieta,
durmo melhor, penso melhor.
Mas essa maquininha de fabricar pensamento
não pára nem por um momento.
E eu fico aqui a imaginar,
o que eu teria sido se tivesse trilhado por outros caminhos.
Se não tivesse me casado,
se tivesse de curso trocado,
se tivesse pegado minha mochila
e daquela viagem maluca nunca tivesse voltado.
(se bem que acho que dela nunca voltei)
E então minha mente não se aquieta
estou acordada, eletrica,
e penso demais.
Transformo o que é real em mil e um devaneios.
Já revirei meu quarto inteiro
atrás daquela foto, daquele carnaval.
Acho melhor me aquietar
e deixar o fantasma do passado lá trás.
Guardar na maleta essa flecha,
que acerta os corações dos que não estão alerta.
E vem paixão, vai amor.
Vem aflição, vai carinho.
Fique quieta, mente inquieta.
Se aquieta !
Sentimento.



texto remall.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

assim

Sonho com um mundo novo.
Com um mundo cheio de paz.
Sonho com o velho mundo.
O velho mundo onde existia paz.
Espero de novo ver o mundo,
o mundo dos meus sonhos;
sonhos que não existem mais.
Deixei esse mundo por causa de um sonho,
e não sabia que para sonhar bastava eu ficar.
Ninguém nunca me ensinou sobre as coisas do mundo.
e eu sozinha tive que aprender sonhar.
Aprendi viver.
Aprendi sonhar.
Só não sei quando vou ter de novo meu mundo de sonho.
Quando vou ter de novo minha paz.







texto, remall.
foto remall, paz da Serra da Piedade -MG

segunda-feira, 25 de julho de 2011

memórias de um cachorro - yupiiiiii !

È hoje !  isso mesmo, HOJE !
Não foi ontem e nem é amanhã, o dia é hoje.
Hoje é o meu aniversário.
Vcs nem imaginam como estou feliz.
Ela veio e ficou o final de semana comigo, dormiu aqui;
quanto tempo isso não acontecia.
Meu irmão melhorou e nem ficou com inveja do meu dia.
Ganhei um osso ENORME de presente e umas bolas coloridas
que estouraram e fizeram um barulhão logo que pulei nelas.
As fotos....bem essas vou ficar devendo, pois Ela esqueceu
a máquina na cidade.
Puxa vida ! Ela tem defeitos como eu.
Portanto, agradeço á todos que me
acompanharam por esses tempos em minhas memórias.
Não vou mais aparecer por aqui toda segunda.
Agora sou mais que adulto e acho que tenho
que me comportar melhor,
e não aprontar tanto, feito um bebezão.
Se bem que,
se eu aprontar alguma volto em edição extraordinária,
afinal, acho que vou ser sempre um trapalhão.
Mil beijos para todos.
E muitos anos de vida para mim.
Nem vou ficar triste por dizer TCHAU.
Yupiiiiiii hoje é meu aniversário !






texto remall.
foto remall, meu cartãozinho da compra.
fotos do dia que cheguei na casa Dela.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

caixinha de silêncio

Se eu te desse minha caixinha de segredos
e você sem nenhum pudor a abrisse ao receber.
Descobriria que minha caixinha secreta
só sabe guardar o silêncio,
e como o silêncio tem a dizer.
Talvez ele diga coisas estranhas,
ou algo que a muito queira saber.
Talvez saiam de lá palavras duras
que sejam difíceis de esquecer.
Talvez fique mesmo só no silêncio,
e esse barulhinho te faça ver.
Faça ver coisas perdidas
como do amor que nunca mais vamos ter.
Ou traga de volta velhas feridas,
de mágoas que queremos esquecer.
Ah! como o silêncio é perigoso.
Pode ser traiçoeiro,
pode ter muito poder.
Por isso fica escondido,
esperando meio que aflito
o dia que possa aparecer.
Então, se um dia eu te der minha caixinha,
aquela que fica escondida,
pense bem se vai querer.
Se aceitá-la não se esqueça,
se vale mesmo a pena abri-la,
ao receber.


texto de remall.
foto de remall, caixinha particular.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

aos amigos

Para vocês entrego o que tenho de melhor em mim.
Minha verdade, meu caráter, meu amor.
Dou de presente meus beijos e abraços.
Faço a doação de todas as minhas boas intenções.
Estico os braços e faço um carinho em todos que confiam em mim.
Abro os olhos e vejo com a certeza do coração.
Falo doces melodias com a leveza de minha alma.
Abro minhas asas e deixo escapar a paz ;
ela segue na brisa que se formou quando voei na emoção.
Hoje abro meu melhor sorriso.
Deixo de lado as tristezas.
Agradeço a existência de cada ser vivo.
Somos parte da mesma fascinante ideia.
Somos um só, independente de amigos ou não.
Somos parte da mesma criação.
O dia de hoje é o dia do amigo.
O meu dia de hoje é o dia de todos.
Dos que se foram, dos que estam ao meu lado, dos que ainda virão.


texto remall.
foto remall, esperança na Querência.

amiga estrelinha

Hoje se eu pudesse te daria um grande abraço.
Na verdade eu te encheria de beijos.
Te diria palavras de carinho.
Juraria mais uma vez, que seus segredos comigo,
nunca serão revelados.
Te daria o meu melhor sorriso.
O meu melhor de tudo que tenho para oferecer.
Hoje se eu pudesse iria te fazer um afago.
Te embalaria em meus braços.
Sentiria o seu perfume.
Ia rir de novo de todas nossas palhaçadas.
Agradeceria a Deus mais uma vez,
por nos proteger em todas nossas loucas aventuras.
Hoje se eu pudesse eu ficaria em silêncio...
apenas sentindo mais uma vez a sua presença.
Te amei.
Te amo.
E vou te amar sempre.

texto remall.
foto em Visconde de Mauá -RJ 1985(doces lembranças)

terça-feira, 19 de julho de 2011

o que sinto agora

Queria ser doce.
Não precisa ser um mel, apenas doce.
Queria ter um olhar meigo.
Queria ter uma voz baixa.
Queria ter movimentos leves.
Queria ser passiva, quase mansa.
Mesmo que possa parecer chato, queria ser um anjo.
No fundo do meu coração...queria.



texto remall.
foto remall, borboleta na Querência.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

memórias de um cachorro - tudo que entra...

Nem sempre as coisas são como parecem ser.
Aprendi isso essa semana e já me acho um sucesso.
Pensei que tudo tinha voltado ao normal.
Pensei que Ela viria mais vezes.
Pensei que meu irmão ,que andava meio triste,
estava era com saudades Dela. 
Pensei que poderia fazer bagunça e que nada aconteceria.
Pensei que o Grandão ia continuar me enchendo de carinhos.
Pois bem...vamos aos fatos.
Meu irmão estava triste porque esta doente.
Apanhei porque estraguei o jardim de novo.
O Grandão esta nervoso e não me quer por perto.
E Ela tem vindo mais vezes, porque aconteceu um problema.
E desta vez eu não tenho nada com isso.
O cara que toma conta de tudo aqui, brigou com a mulher,
teve um acesso de raiva e se mudou.
O lado bom de tudo isso é que Ela tem vindo quase todo dia,
para tratar do meu irmão , cuidar da horta
e dar comida para os de pena e para a gente.
O lado ruim é que esta com raiva por causa das minhas "cacas".
Que culpa tenho eu, me digam !
Tudo que entra não tem que sair ?



texto remall.
foto remall, balde cheio ....
que cheiro horrível.

sábado, 16 de julho de 2011

o lado de cá = o lado de lá

Aqui posso ser o que eu quiser.
Posso falar o que eu quiser.
Posso ser rainha ou princesa.
Posso ser mãe ou madrastra.
Posso ser esquisita ou ser simpática.
O mundo pode se abrir e eu percorrer todos os caminhos.
Posso voar por entre os espaços.
Posso transformar as verdades.
Aqui posso fazer o que eu quiser.
Posso querer ser feliz.
Posso me fazer de triste.
Posso querer ser real.
Posso querer ser fantasia.
Nesse mundo que eu inventei.
Nesse mundo que eu vivo.
Nesse mundo oscilante...
Eu posso.
Eu  quero.
Brincar ou ser séria.
Ser ou deixar de ser.
Cabe a cada um desejar.
Ou simplesmente acreditar.
No que os olhos vêem.
No que os sentidos lêem.
No que os ouvidos acham que sabem.
No que as bocas acham que sentem.

E vocês aí do outro lado.
São quem ? reais ou imaginários ?
Nem tudo é o que parece ser.



texto remall.
foto remall, lagarta da Querência;
linda mas perigosa.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

duvida

Se eu soubesse os caminhos que devo seguir.
Se eu soubesse quando te estender a mão.
Se eu soubesse de tantas coisas,
quantas coisas eu evitaria,
quantos sofrimentos em vão.
Mas ninguém vem com estrela na testa,
ninguém sabe como controlar a emoção.
Sorrimos de menos,
choramos demais.
Multiplicamos os problemas,
dividimos a razão.
Quantos queriam saber as respostas,
de perguntas que talvez nunca existirão.
Questionamentos sem fundamentos,
queremos por que queremos,
entender a criação.
Se eu soubesse de tantas coisas...
seria um ser mais tranquilo,
longe de buscar a perfeição.


texto remall.
foto remall, céu cedinho da Querência.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

aonde

aonde se encontram seus medos.
na solidão?
no apego?
no desamor?
ele respira, anda, tem vida ?
aonde se encontram os seus medos.
no concreto ?
no imaginário ?
no certo das incertezas ?
na nevóa das aparências ?
aonde se encontram os seus medos.
longe ?
perto demais para tocar?
no sussuro da noite ?
na esquina do dia?
aonde se encontra o seu maior medo ?
O meu tem tudo isso.
E se encontra no quarto ao lado.




texto remall.
foto remall, neblina na Querência.

terça-feira, 12 de julho de 2011

a luz que somos

Tente encontrar agora um amor...
Ele está logo ali ao seu alcance...te esperando.
Tente encontrar agora um sorriso...
Ele está estampado em seu rosto...olhe-se no espelho.
Tente encontrar agora um abraço...
Abra bem os braços...enrole-se nesse laço.
Tente encontrar agora as respostas...
Elas estão dentro de cada um de nós.
Portanto;
ame-se e mostre um lindo sorriso.
Abrace essa ideia e acerte no alvo de todas as suas dúvidas.
Eu, você, todos nós,
somos seres de luz.
Luz branca e azul.
Luz.


texto remall.
foto remall, um pouco de luz em Natal -RN

segunda-feira, 11 de julho de 2011

memórias de um cachorro- nem tudo são flores

Que felicidade, parece que tudo está voltando ao normal.
Eles chegaram bem cedinho.
Carinhos, comidinhas, teve até um carinho especial em cada um.
Lógico que eu fui o primeiro;
pois fui logo afastando qualquer obstáculo do meu caminho.
Ela continua sendo só minha.
Pelo menos eu penso assim, mesmo que não seja de tudo verdade.
O dia parecia que ia correr na normalidade.
Eles foram na horta, verduras para os de pena.
Andaram de um lado para o outro,
o cara que toma conta de tudo aqui falava sem parar.
Ela, linda, verificava cada detalhe de suas flores.
Prestava atenção em cada cantinho e perdeu um tempão
cuidando dos marrecos que nasceram outro dia.
Só  que derrepente Ela me chamou com aquela voz de brava,
não sabia se ia ou se corria.
Resumindo, quem procura acha, e quem acha encontra.
Encontra umas plantinhas no jardim que eu achei melhor arrancar,
o pé do banco que usei para amolar meus dentes,
e meu brinquedo, que de tanto Ela chamar de bolinha,
eu resolvi dar o formato real.
Não fui de castigo para a casinha, levei uma bronca de leve.
E tive a certeza que Ela voltou do mesmo jeito que antes.
Diz que me ama, mas também me xinga.
Nem tudo é perfeito....




texto remall.
foto remall, eu e meu brinquedo no novo formato.

domingo, 10 de julho de 2011

instante

Dentro de mim corre um sangue que ferve ao menor sentimento.
Sentimento esse que escorrre para fora em busca de mais sentimento.
Mais sorrisos, ou mais lágrimas, não importa.
Importa agora somente o sentimento.




texto remall.

sábado, 9 de julho de 2011

caminhante

não me importa aonde meus pés me levaram.
não me importa mais o que vi por esses caminhos.
não me lembro mais por quais estradas andei.
hoje o me interessa são meus pés que contam estórias.
me interessa são as lembranças pelos meus olhos.
quantas estradas eu desbravei.
a poeira que levantei.
sou caminhante.
aventureira.
apenas sou.


texto remall.
foto remall, pés cansados de volta para a Querência.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

só por um momento

Queria eu ter a paciência de uma mãe, e esperar.
Queria eu ter a consciência dos justos , e não julgar.
Queria eu ser como uma nuvem, e brincar.
Queria eu ter os olhos do lince , e não errar.
Queria eu ter a certeza do acerto , e não magoar.
Queria eu ser como um coração puro, e só amar.
Queria eu ser um anjo...ter as asas de um anjo,
e voar...



texto remall.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

memórias de um cachorro - ao vivo e a cores II

E como eu brinquei nesse dia .
Como eu estava feliz !
Nem liguei quando Ela brigou comigo por ter destruído
as minhas bolinhas.

video

texto remall.
vídeo remall. Cachorro feliz na Querência

memórias de um cachorro - ao vivo e a cores

Ela voltou !
E todos vocês podem ver ao vivo e a cores a minha felicidade.
No começo quiz logo garantir Ela só prá mim ,
e fui logo mordendo meu irmão.
Ai que saudade eu estava Dela....

video
E então eu logo fui pegar a bolinha
( ou o pedaço que sobrou dela) para brincar.
O filme não ficou bom.
O cara sem camisa é o Grandão e o outro é o que toma conta de tudo aqui.
Ela é tão linda e perfeita que trouxe uma árvore que dá rosas...
Ela é tão romântica...
E eu sou o ser vivo mais feliz do universo;
e podem confessar que sou também o mais lindo de todos !
Estou meio magro, mas foi a saudade.
video

Ela só ficou umas horinhas por aqui, mas mesmo assim,
hoje vou dormir com os anjos.

texto remall.
vídeo remall. o vídeo da felicidade dele eu fiquei
o dia inteiro tentando baixar e não consegui.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

um simples convite

Não quero que vc fique pra trás nesse caminho.
Quero que a gente siga junto.
Não precisa de ser de mãos dadas,
mas juntos.
Quero olhar para o lado e ter ver.
Quero olhar para trás e saber que você vem.
Quero te chamar e vc responder.
Quero que a gente esteja junto.
Quero te convidar para vir também;
sei que ninguém vai se arrepender.
Não chamaria se não fosse bom...
quero ir para a paz,
quero a não violência,
quero pessoas com decência,
quero a luz que nos faz brilhar.
Eu quero, e quero que vc queira.
Por isso vim te convidar;
vc vem ?

texto remall.
foto remall,minha  mão que convida.